blog dermatologia

Dermatite Atópica: a conhecida ‘Asma da Pele’, por Hugo Weiss

O que é dermatite atópica?

Correspondente à asma no pulmão e a rinite alérgica no nariz, é considerada uma doença crônica  que causa irritações na pele.  Não é uma doença contagiosa e pode causar coceira e irritações em diversas partes do corpo. Na infância, as lesões são mais agudas, de tonalidade vermelha e afetam a face, tronco e superfícies externas dos braços e pernas. Na adolescência e em adultos as complicações afetam dobras do corpo, como pescoço, dobras do cotovelo e do joelho. Se a pessoa esfrega ou usa as unhas há uma piora do quadro.

“O número de pessoas que têm a doença tem aumentado cada ano. Cerca de 20 a 30% da população sofreriam da doença em algum a fase da vida”, revela o dermatologista Hugo Weiss. Desconhecida por muitos, a dermatite atópica deixa diversas dúvidas sobre sintomas e tratamentos.

Pensando nisso, Hugo Weiss esclarece tudo o que você gostaria de saber sobre a doença. Leia abaixo:

Quem pode ser portador?

A ‘asma da pele’, como é popularmente conhecida, pode surgir em qualquer idade, mas é mais comum ter início  entre os 3 e 6 meses de idade. Quem tem casos na família da dermatite atópica, de asma ou de rinite alérgica  são mais sujeitas a desenvolver a doença.

O que fazer? 

A doença tem controle. E, na grande maioria dos casos, com o passar do tempo,  a tendência é de grande melhora e até o desaparecimento das coceiras e das lesões.

O mais importante fator no tratamento é a hidratação da pele. A pele seca  favorece a piora da doença. O uso de um bom hidratante permite a restauração da função da barreira da pele. Deve-se também evitar a sua irritação: banhos demorados e muito quentes, excesso de sabonete, roupas que não sejam de algodão, uso de amaciante e detergentes sem bom enxague posterior aumentam a sensação de coceira e incômodo.

– Quando banhar-se, o hidratante deve ser aplicado logo após o banho para aumentar o resultado. O bom é aplicar o hidratante duas vezes ao dia por todo o corpo, caprichando mais nas áreas ressequidas e nas dobras.

Lembre-se: banho rápido, pouco sabonete, água não muito quente, não esfregar demais a pele. Ao secar o corpo, faça com carinho.

Mudanças fortes de temperatura, cosméticos (sabonetes sem cheiro e não abrasivos são os indicados) e estresse emocional, estão entre os principais agravantes da doença.

Beba muita água e evite comida industrializada, prefira as orgânicas. Lembre-se de usar roupas de algodão, muito bem enxaguadas.

É uma doença que incomoda tanto o portador como também os pais, se for criança. O sono é conturbado, o prurido pode ser intenso, o incômodo pode ser grande. A resposta aos medicamentos pode ser lenta.

Assim que apresentar quadro parecido com o descrito, leve o portador ao médico, pois se deve tratar logo. Quanto menos incômodo e sofrimento, quanto mais precoce o tratamento, mais rapidamente o quadro tende a ser controlado.

 

Clínica Weiss | Hugo Weiss Dermatologista

Fique conectado:

É importante ficar bem claro que a medicina não é uma ciência exata, e que os resultados podem variar, dependendo da região tratada, do tipo de pele, do tratamento empregado, do seu engajamento nos cuidados indicados e nas suas expectativas. Nós lhe garantimos que está consultando dermatologistas qualificados, com equipamentos e treinamento de ponta, que farão o possível para obter o melhor resultado. Informamos que as fotos utilizadas no site são meramente ilustrativas e fornecidas pelos fabricantes dos equipamentos.